Qual a Produtividade Real da Sua Oficina ou Concessionária?

Produtividade e eficiência

Produtividade ou eficiência, qual o mais importante?

Quando a maioria dos mecânicos começou no negócio de reparos automotivos, certamente existia um sonho que estavam tentando alcançar. Talvez tenha sido ganhar mais dinheiro para proporcionar uma vida melhor, ou simplesmente sentiam que poderiam fazer isso melhor do que a maioria. Seja qual for o seu sonho, o maior vilão deles está na produtividade e eficiência.

Se você conseguir produtividade e eficiência, você estará muito mais perto de seus sonhos se tornarem realidade. (Veja aqui por que sua oficina está perdendo dinheiro.)

Vamos conversar sobre eficiência e produtividade e qual a diferença entre as duas.

Muitos na profissão automotiva têm vários nomes para descrever praticamente o mesmo. Por exemplo, um cliente está com a luz do motor acesa ou tem uma preocupação com o motor e poderíamos realizar um diagnóstico, ou uma análise do motor, um teste. Alguns de vocês podem lembrar outras formas de se descobrir o que estava errado. Todas essas ações feitas de diferentes maneiras significam essencialmente a mesma coisa. Produtividade e eficiência são termos que são freqüentemente usados em diferentes situações para descrever o mesmo.

Muitos donos de lojas medem a produtividade dos técnicos assim: “Os meus técnicos parecem ocupados o tempo todo”. Ocupado nem sempre equivale a ser produtivo. Às vezes, a eficiência é expressa nestes termos: “Minha equipe é muito eficiente; Eles limpam todas as suas ferramentas depois de cada trabalho. Embora essa possa ser uma interpretação da eficiência, não é a definição que estamos usando aqui. A produtividade, ou a falta disso, é um problema que muitas oficinas e concessionárias enfrentam no dia-a-dia. Ao longo dos anos, eu ouvi proprietários dizerem coisas como “Não sei o que está errado, todos parecem estar ocupados e não estou tendo lucro que esperava. Devemos precisar de mais clientes “.

Para ser rentável e oferecer aos clientes um ótimo serviço com o fator UAU, uma loja precisa ser verdadeiramente produtiva e eficiente. Aqui estão alguns passos simples a seguir para ajudá-lo bem no seu caminho.

A diferença

Primeiro, devemos definir os termos. Para mim, a eficiência é medida dessa maneira: se eu dar a um mecânico um trabalho de uma hora que ele ou ela faz em meia hora, então esse funcionário é 200 por cento eficiente. O que eu vejo no setor automotivo é que a maioria dos mecânicos é eficiente. Quando você lhes dá um trabalho de uma hora, eles geralmente são feitos em uma hora. Às vezes, ainda menos. A produtividade é uma medida de quantos desses serviços eficientes são feitos em um dia de oito horas para fazer oito horas de vendas trabalhistas ou mais. Tendo em mente esse pensamento, devemos sempre ser 100 por cento produtivos ou mais de 100 por cento se nossos mecânicos tiverem mais de 100% de eficiência. Então, por que não estamos?

Segundo passo

O segundo passo será determinar onde estamos em termos de produtividade versus onde deveríamos estar em produtividade. Para medir a produtividade geral da equipe, você precisa tomar o total de horas de trabalho produzido em qualquer período de tempo dividido pelo horário total do horário ou horário real trabalhado no mesmo período de tempo.

Por exemplo, se eu tiver 90 horas de trabalho garantido em uma semana e meus mecânicos têm 120 horas de tempo real trabalhado (3 mecânicos x 40 horas), então eu seria 75 por cento eficiente, mas isso não tira a produtividade da oficina, apenas me mostra que eu estou sendo 75% eficiente e que existem 25% a serem explorados de alguma maneira. No fim das contas esses pequenos tempos que são desperdiçados podem aglomerar montante enormes de dinheiro.

Deixe uma resposta