Como oficinas e concessionárias devem medir sua eficiência na venda de tempo?

eficiencia de tempo na oficina

A gestão da disponibilidade e do uso da mão-de-obra pode ter um efeito profundo na lucratividade da oficina. Na verdade, é uma das áreas de atividade comercial mais importantes e é frequentemente ignorada. Esses tipos de medidas exigem relatórios de tempo e o relatório de tempo tem um custo. Mas se a informação é colocada em uso pode revelar-se um investimento que vale a pena. Os relatórios de tempo podem fornecer uma medida precisa de como o tempo está sendo usado e fornecer informações que irão apontar melhorias. As medidas de eficiência nos dizem quão bem o mecânico fez em relação ao tempo faturado para o cliente. As medidas de proficiência nos dizem o quão bem a loja usou o horário do mecânico disponível. A luta pelos melhores índices possíveis nessas áreas resultará em maior rentabilidade para o negócio e seus funcionários. Além disso, proporciona incentivos para alcançar certos níveis de eficiência e proficiência pode garantir o sucesso do negócio.

O custo do relatório

O tempo gasto no relatório quando os trabalhos foram interrompidos e iniciados, bem como o tempo gasto no trabalho é uma despesa absorvida em algum nível. Mas, se os técnicos tiverem fácil acesso aos computadores para assinalar e concluir os trabalhos nas ordens de reparo não demora muito tempo, então o custo é mínimo. Se o trabalho do mecânico funciona a partir de uma tela do computador em vez de trabalhar a partir de papel para determinar quais trabalhos fazer, o relatório de tempo pode ocorrer no curso normal do trabalho e o impacto é insignificante. Essa responsabilidade recai no gerenciamento da loja. Se o fluxo de trabalho for otimizado, o relatório do tempo naturalmente se tornará parte do processo.

Medindo Eficiência de tempo

Eficiência é uma medida de quão bem o mecânico realizou o serviço em comparação ao tempo que o cliente pagou pelo serviço. Portanto, a fonte da estimativa inicial é crítica nesta situação. Usar um guia de trabalho preciso para determinar a quantidade de tempo necessário para realizar um reparo específico em um veículo geralmente assegurará um bom ponto de partida. A quantidade de tempo necessário para um serviço que foi realizado várias vezes no passado pode ser a base. A chave é ter um ponto de partida consistente.

Proficiência de medição

A proficiência é uma medida de quão bem o negócio utilizou as horas de trabalho que estavam disponíveis durante um determinado período de tempo. É um indicador de quão bem a loja está funcionando. A competência de cem por cento indica que os técnicos passaram todas as horas disponíveis fazendo trabalhos de reparação. Avaliar a proficiência permite que a loja identifique áreas que possam ser melhoradas e identifique processos e procedimentos que possam ser modificados, levando a uma maior rentabilidade para o negócio e seus funcionários.

Incentivos estruturantes

Compensar os funcionários para uma maior eficiência e classificações de proficiência é um modelo empregado por muitas empresas. É importante que os planos de incentivo incluam a responsabilidade por problemas de qualidade e relações com o cliente. Níveis mais elevados de eficiência que resultam em níveis mais altos de retorno do trabalho afetarão negativamente a viabilidade a longo prazo do negócio. Da mesma forma, o aumento da proficiência resultará em maiores taxas de atrito de clientes. Todos os fatores e impactos devem ser incluídos na avaliação dos resultados.

Aproveitando a Oportunidade

Para aproveitar ao máximo essas medidas, deve-se ter cuidado ao informar a utilização do tempo. Os processos devem ser implementados para usar as informações para fazer avaliações e identificar áreas que precisam ser melhoradas. A inclusão de funcionários no processo de avaliação trará uma perspectiva que pode não ser prontamente visível para o gerenciamento. A avaliação de eficiência e proficiência deve ser contínua.

Deixe uma resposta