Como fazer um plano de marketing digital para as suas necessidades?

A internet virou o lugar onde tudo acontece: é possível vender e comprar produtos, se divertir, investir seu dinheiro e muito mais. Ela também se tornou um excelente ambiente para realizar o marketing do seu negócio. Porém, ainda existem empresas que se lançam na rede sem antes criarem um plano de marketing digital.

Um plano bem elaborado e executado é a chave para não perder tempo e dinheiro com o marketing digital. Definir metas claras e estipular aonde a empresa pretende chegar são pontos fundamentais para o sucesso do investimento.

Você ainda não sabe como fazer um plano de marketing digital para as suas necessidades? Continue a leitura deste artigo e descubra!

O que é um plano de marketing digital?

Consiste no planejamento das ações de marketing que uma empresa procura realizar no ambiente digital. Assim, pode-se construir uma estratégia de marketing, com objetivos definidos e os passos necessários para alcançá-los. Além disso, a divulgação da marca ou de um produto/serviço também será realizada nessa fase.

Obviamente, um bom plano de marketing digital depende de cada tipo de negócio e de onde o empreendedor pretende chegar. Uma concessionária de automóveis, por exemplo, antes de criar perfis em redes sociais, precisa considerar as características do seu ramo de atuação para, assim, buscar melhores resultados.

O que contempla a etapa de pesquisa?

Essa primeira etapa do plano serve para definir os objetivos a serem alcançados, o seu público-alvo, saber quais são as estratégias utilizadas pelos concorrentes e coletar outras informações valiosíssimas. Tudo começa com a definição de metas para, então, pensar no que deve ser feito. Alguns questionamentos podem ajudar nessa fase:

Quais são meus objetivos?

Aqui, deve-se definir o que a empresa pretende alcançar por meio das ações de marketing. O uso da técnica SMART pode facilitar esse processo. Cada letra representa os objetivos principais do negócio:

S — Specific — A meta deve ser específica sobre o que ela quer. Se o objetivo é, por exemplo, aumentar as vendas, o gestor deve estipular um parâmetro e um período para tal (aumento de 20% em cinco meses ou aumento de 40% em oito meses). É fundamental ser extremamente direto.

M — Measurable — Trata-se de algo mensurável. Sendo assim, é preciso determinar os indicadores que serão responsáveis para que a empresa alcance seus objetivos. No caso do aumento de vendas, deve-se avaliar o valor do faturamento durante o período determinado. 

A — Achievable — O objetivo estipulado deve ser atingível. Em outras palavras, as metas devem ser reais, sendo possível alcançá-las. A meta de aumentar as vendas em 100% em um período de cinco meses, por exemplo, é muito difícil de ser batida. 

R — Relevant — É preciso definir objetivos que sejam relevantes para o negócio. Não faz sentido criar metas que não vão agregar valor e contribuir para o crescimento da organização. 

T — Time — Para cada uma das metas traçadas é fundamental definir um prazo para o seu cumprimento. Afinal, um objetivo sem tempo definido não tem nenhum propósito e não será levado a sério por ninguém. Portanto, definir um tempo para o cumprimento das metas é essencial para o sucesso do SMART. 

Como está o mercado de atuação da minha empresa?

É importante prestar atenção aos hábitos de seus clientes na internet e também aos dos clientes de seus concorrentes. Dessa maneira, torna-se muito mais fácil identificar quais ações podem dar certo e quais não serão efetivas, antes mesmo de aplicá-las.

Qual é o meu público-alvo?

Nesse aspecto, é fundamental saber qual a linguagem adequada para garantir uma comunicação efetiva com os clientes em potencial. Entender o comportamento dos consumidores online e, principalmente, nas redes sociais será de grande valia para que você consiga chegar até eles com maior facilidade. 

Outra prática interessante é atentar para a abrangência de seus principais concorrentes na internet, analisando o que eles estão fazendo para conseguir ocupar um espaço relevante na rede. Assim, torna-se viável identificar brechas e se certificar de que não haverá repetição de conteúdos para o seu público.

Como definir o plano de ação?

Esse é o próximo passo para fazer um plano de marketing digital efetivo. Lembre-se de que é fundamental ter sempre o público-alvo em mente e os objetivos e metas que foram previamente traçados.

Nessa etapa, deve-se estabelecer quais serão os canais de comunicação utilizados para alcançar o público-alvo; o que e como será o conteúdo produzido; como monitorar os resultados; além de determinar um cronograma de ações. Acompanhe abaixo todos esses pontos detalhadamente:

Escolher os canais de comunicação

Cada uma das opções pode (e deve) ser utilizada de uma maneira diferente, buscando atingir um objetivo diferente. Um bom exemplo são as redes sociais, como Twitter, Facebook e Instagram, nas quais se pode ter uma abordagem mais descontraída e informal. Já no LinkedIn é necessário um comportamento mais formal, pois a rede social é voltada para relacionamentos profissionais. 

Além disso, leve em consideração o uso de algumas alternativas como blogs, e-mail marketing, plataforma de vídeos, entre outas. Assim, o seu negócio terá um campo amplo de atuação na internet, sendo mais fácil obter visibilidade e alcançar os objetivos propostos. 

Produzir conteúdos relevantes

Essa talvez seja a etapa mais importante do plano de marketing digital, afinal, o conteúdo produzido será responsável por atrair o público. Em outras palavras, é preciso criar conteúdos de qualidade e que sejam relevantes para o seu público-alvo. 

Obviamente, cada uma das redes sociais deve ser previamente estudada, no sentido de analisar suas características e identificar qual o tipo de informação e a forma de transmiti-la que obtém melhores resultados. Como já mencionamos, pode-se utilizá-las de maneiras diferentes, de acordo com suas particularidades. 

Monitorar os resultados

Após criar e postar os conteúdos em seus respectivos canais é preciso monitorar os resultados, uma vez que essa é a única maneira de se certificar de que as ações realizadas estão sendo efetivas. Portanto, defina quais métricas serão trabalhadas e como será o seu acompanhamento. 

Definir o cronograma de ações

Criar um cronograma para a execução das atividades também é uma prática de grande valia para um plano de marketing digital efetivo. É preciso determinar a frequência de postagem dos conteúdos, os temas a serem abordados e o prazo para a produção das informações. 

Pode ser interessante pesquisar sobre quais os melhores dias e horários para postar em uma determinada rede social ou blog. Imagine, por exemplo, uma postagem lançada no meio da madrugada. Será que ela apresentará um bom resultado? Pense nisso!

E a execução?

Agora é preciso colocar todo o plano de marketing digital em ação. Procure seguir o cronograma realizado e lembre-se sempre de analisar se o que está sendo feito está apresentando resultados satisfatórios. Caso não esteja, procure reformular a estratégia em vez de continuar insistindo — o que pode aumentar o prejuízo financeiro. 

Não se esqueça de que a criação de um conteúdo relevante é fundamental para o sucesso das ações de marketing. Então, abuse da criatividade e procure maneiras para engajar seu público, de modo que as pessoas se identifiquem com a sua marca. Assim, o seu plano de marketing digital será um sucesso. 

E aí, gostou do nosso artigo? Que tal ficar por dentro de outros assuntos relevantes para o seu negócio? Basta assinar nossa newsletter para receber nossos conteúdos em primeira mão. Não deixe para depois!

Deixe uma resposta