5 Desafios com seus clientes e Como Sua Oficina Pode Superá-los!

5 Desafios com seus clientes e Como Sua Oficina Pode Superá-los!

Na contramão da crise econômica, o setor de reparação automotiva viveu um ótimo ano em 2016 e segue em alta neste ano. Sem renda para investir em veículos zero-quilômetro, os clientes têm optado pelo conserto dos automóveis usados, aquecendo o segmento das oficinas mecânicas. Com essa mudança no mercado, oficinas multimarcas estão em alta, este é o momento certo para crescer como negócio!

Pensando em como esses empresários podem aproveitar o crescimento da busca por reparos em veículos e nos visitantes interessados em abrir um negócio na área, a gente separou alguns desafios do mercado, e como transpor eles.

DESAFIOS

1. Controle financeiro

Muitas oficinas do Brasil são geridas por familiares. O controle financeiro profissional ainda é pouco adotado. Todo mecânico, gosta da mão na massa, mas, ele lida com uma empresa, e, como empresa é importante que as finanças sejam organizadas. O dono da oficina precisa ter em mãos, para início de controle, o orçamento anual, o fluxo de caixa trimestral e o demonstrativo financeiro mensal do negócio. É por aí que qualquer planejamento começa. A partir disso, o empresário pode definir, por exemplo, quais são os períodos em que a empresa mais fatura e alinhar o planejamento da equipe. Se você sabe o mês aonde o serviço é escasso, pode se planejar para contornar isso. [Confira aqui como]

2. Contratação e retenção de funcionários

Uma das maiores dificuldades dos donos de oficinas é a insegurança que eles têm em relação aos seus empregados. Muitas vezes, eles não investem na capacitação da equipe por medo de perder empregados para concorrentes ou até mesmo de que abram a sua própria oficina. Mas no geral isso pode ser um grande tiro no pé, é preciso que os profissionais sejam realmente profissionais, isso agrega valor para a empresa, e ajuda na atração dos clientes. Se a empresa oferece boas condições de trabalho e reconhece o profissional, dificilmente ele vai sair da empresa.

3. Acompanhamento das tecnologias

O dono de oficina mecânica precisa saber que não há mais como diagnosticar o problema de um carro pelo ruído. Não basta o ‘chutômetro’, novas tecnologias surgem todos os dias, e elas servem para tornar o trabalho mais eficiente e fácil. Da mesma forma, dificilmente uma oficina terá sucesso se depender do faturamento sobre as peças. O mercado mudou e agora conta com novos players, que oferecem produtos mais baratos. É muito importante entender que o verdadeiro lucro se dá sobre os serviços. Outra forma de manter um bom faturamento é evitando desperdícios, algo comum em oficinas mecânicas. O grande desperdício em oficinas é sem duvida o de tempo, a falta de controle sobre a produtividade gera muitas horas de trabalho desperdiçadas todo mês. [Veja aqui quanto dinheiro você está perdendo]

4. Atendimento e fidelização

Nas oficinas mecânicas, o mau atendimento é um dos responsáveis por afastar clientes. Não existe pós-venda, nem comunicação adequada com os clientes. Muitas vezes, os donos dos carros saem com a impressão de que não receberam a devida atenção porque o mecânico estava muito ocupado. Outro fator que precisa ser compreendido é que o público feminino está cada vez mais presente e merece o mesmo respeito e atenção que qualquer outro público.

Também é importante que o mecânico seja claro e objetivo, relatando com honestidade quais são os problemas do veículo e o que ele pode fazer para mudar a situação. Ser pró-ativo com seus clientes traz sensação de amizade, isso gera fidelização, e é uma prática simples, não aguarde os problemas chegarem, atencipe-os. Por isso, recomenda-se que a empresa colete dados e registre os reparos feitos nos veículos. Quando estiver na hora de fazer uma revisão, ele deve procurar seus clientes, alertando sobre os riscos de não ir à oficina, por exemplo. [Veja aqui mais sobre pós-vendas]

5. Os clientes buscam solução

Voltando à questão da honestidade, é importante saber: Os seus clientes não estão preocupados em buscar o menor preço, mas sim em resolver um problema. Por isso, é importante ser claro em relação ao que precisa ser feito, alertando os riscos de adiar aquele conserto, sem medo de perder o cliente por conta do valor total do trabalho. Solucione os problemas, isso é a principal meta da sua oficina!

 

Referência: Pequenas Empresas & Grandes Negócios