Afinal, como fazer um orçamento para os clientes de uma oficina?

Saber a maneira certa de cobrar pelos serviços de uma oficina é fundamental para que seu negócio não sofra prejuízos e seja um atrativo perante à concorrência. Além disso, um orçamento justo passa a impressão de uma empresa séria e respeitadora para o cliente final, melhorando o relacionamento, contribuindo para a fidelização e mais, provavelmente, esse consumidor indicará a sua oficina para outras pessoas.

É preciso oferecer um custo-benefício que seja interessante ao cliente e, ao mesmo tempo, manter a saúde financeira da empresa. Por isso, neste post, ensinaremos como fazer um orçamento corretamente. Vamos lá?

Como fazer um orçamento

Em uma avaliação, você precisará das seguintes informações:

  • nome da empresa;
  • nome do cliente;
  • validade do orçamento. Segundo o Código de Defesa do Consumidor o prazo é de 10 dias a contar da emissão;
  • especificação da prestação de serviço;
  • prazo para execução do serviço;
  • valor total;
  • condição de pagamento;
  • local (Cidade);
  • data;
  • assinatura do responsável pelo orçamento;
  • assinatura do cliente.

Vale dizer que a legislação do consumidor não permite que a realização do orçamento seja cobrada.

Dicas para fazer seu orçamento corretamente

É necessário analisar vários fatores antes de fazer e apresentar um orçamento para os clientes de uma oficina. Precisa ser uma opção favorável ao cliente, mas que gere lucro para o negócio. Vejamos como você pode fazer isso.

Verifique as suas receitas

Faça uma análise das receitas de seu negócio, verifique como estão as vendas, de onde vem a maior parte da receita, o porquê de determinados serviços venderam mais e outros menos. Pode ser o preço, o valor agregado etc.

Analise os seus gastos

Relacione seus custos e despesas. O preço cobrado deve quitar o seu gasto para que você consiga sustentar o negócio. Levante valores relacionados à mão de obra, produtos usados e até mesmo custos fixos devem ser diluídos e inseridos.

Calcule a diferença

Subtraindo seus gastos de suas receitas, observe se o resultado é positivo, neutro ou negativo. Se for negativo, você pode pensar em diminuir custos e aumentar os valores cobrados nos orçamentos, por exemplo.

Avalie os detalhes do veículo

Avalie cada detalhe do veículo, busque sinistros, verifique o interior e o exterior do automóvel. Na hora de apresentar o orçamento, segmente por partes: lataria, mecânica, pintura etc. Assim, seu cliente saberá quanto está pagando por cada serviço.

Faça uma pesquisa de mercado

Veja quanto cobra o seu concorrente. Avalie as pequenas e grandes mecânicas da região. Esteja alinhado com o mercado para que o consumidor não ache que o seu preço destoa dos demais. Observe também os serviços oferecidos e busque desenvolver algum diferencial.

Agora que você já sabe como fazer um orçamento corretamente, fique atento às objeções que aparecerão e saiba que elas podem ser contornadas. Ouça o seu consumidor até o final, busque com ele o máximo de informações e, por fim, justifique com argumentos que possam convencê-lo da escolha.

Gostou do post? Então, continue com a visita em nosso blog, leia agora mesmo o texto sobre como fazer uma análise financeira para medir o desempenho do negócio e se aprofunde ainda mais nos assuntos financeiros de sua empresa.