Como administrar melhor uma oficina mecânica? 4 itens essenciais!

Muitas vezes um empresário tem grande conhecimento na área de serviços automotivos, mas não domina alguns conceitos de gestão de empresas. Gerenciar uma oficina mecânica pode dar mais trabalho do que se imagina, pois é preciso realizar o controle do estoque, negociar melhores condições com fornecedores, abrir e fechar o caixa todos os dias etc.

São atividades que exigem muita atenção e acaba restando pouco tempo para otimizar a gestão da oficina. Abrir esse tipo de negócio pensando somente nas atividades operacionais não é o suficiente para que seu negócio obtenha êxito. É preciso utilizar estratégias gerenciais e buscar soluções internas simples, mas capazes de trazer benefícios reais para seu negócio.

Neste post, citaremos alguns itens importantes sobre como administrar uma oficina mecânica que devem ser levados em conta. Confira!

1. Gestão de pessoas

É importante oferecer treinamentos para os funcionários de sua oficina com certa frequência. Esse é um investimento que irá manter toda a sua equipe sintonizada nos processos da oficina, assegurando que os processos aconteçam de maneira definida e conforme o planejado. Além disso, garante a qualidade dos serviços oferecidos pela oficina e faz com que os colaboradores sintam que são reconhecidos.

2. Gestão de marketing

Um item muito importante quando o assunto é como administrar uma oficina mecânica é cuidar da gestão de marketing. As estratégias de marketing devem ser utilizadas em qualquer área de atuação e em qualquer porte de empresa. Existem várias opções que não englobam altos custos, como redes sociais e o envio de newsletters para informar sobre promoções e novidades.

O fato é que quem não é visto não é lembrado e na gestão de uma oficina não é diferente. Logo, é preciso ser criativo para se tornar presente na vida do cliente, sem dar espaço para que ele procure o seu concorrente.

3. Gestão financeira

Um dos grandes problemas que levam oficinas à falência é a falta de uma boa gestão financeira e também de capital de giro — aquela reserva que assegura que as atividades não parem nos momentos de crise. Essa reserva serve mesmo quando a empresa está lucrando, pois o faturamento varia e pode ser que depois de algum tempo não seja tão significativo quanto os últimos.

Dessa forma, esse montante deve ser sempre acompanhado e muito bem gerenciado. O fluxo de caixa da oficina é outro fator importante que precisa de atenção especial, pois é por meio dele que é possível identificar a quantia que entra e sai do total de transações. 

É possível saber onde é o ponto de equilíbrio do negócio conhecendo bem seu fluxo de caixa e, dessa maneira, saber como administrar melhor as contas a pagar e a receber, realizando cobrança de devedores e solicitando mais prazo ou condições favoráveis para fornecedores.

4. Gestão de estoque

Normalmente, alguns empreendedores enxergam o estoque de produtos como um custo, mas, na verdade, ele é um investimento. Ele é a conversão do dinheiro da empresa em mercadorias e por isso é necessária uma boa gestão, a fim de não gerar gastos desnecessários. 

Ao gerenciar esse investimento é essencial saber qual a real necessidade do seu mercado. Além disso, é importante ter uma margem de segurança, caso a demanda cresça de forma inesperada.

Por fim, conhecendo esses itens sobre como administrar uma oficina mecânica fica muito mais fácil otimizar o seu negócio. Atue com um bom planejamento e tenha ótimos resultados! Lembre-se de que a transformação digital do seu negócio também pode auxiliar na gestão da oficina de maneira mais otimizada.

Você curtiu nossas dicas para otimizar a administração de sua oficina? Então, aproveite a sua visita em nosso blog e leia também o nosso post sobre como se adaptar à transformação digital no setor automotivo, para se informar mais sobre o assunto!