Checklist de como fazer um e-mail marketing: 5 itens essenciais!

O marketing digital está se tornando uma prática cada vez mais utilizada pelas empresas independentemente do seu ramo de atuação. Como ele envolve ações inovadoras, muitas pessoas ainda têm diversas dúvidas sobre o assunto. Como fazer um e-mail marketing é um dos principais questionamentos.

É importante dizer que o marketing digital é um responsável direto pelo aumento da eficiência e pela redução de custos com essas ações. Apesar de toda a tecnologia envolvida, o e-mail marketing ainda é um dos recursos mais utilizados, sendo considerado fundamental em uma campanha.

Para utilizar esse recurso, é preciso ter acesso a alguns itens, como ferramentas de automação, contar com um funil de vendas, criar um fluxo de nutrição, entre outras coisas.

Ficou interessado? Então, continue a leitura deste artigo e veja 5 itens essenciais para fazer um e-mail marketing de sucesso. Não deixe para depois!

1. Título atrativo

Recebemos uma grande quantidade de informações diariamente, seja nas redes sociais, seja no trabalho, seja no e-mail. Então, raramente prestamos atenção em algo que não parece importante.

Assim, é possível perceber que captar a atenção do cliente deve ser uma das primeiras conquistas do e-mail marketing. Em outras palavras, fazer as pessoas se interessarem pelo conteúdo do e-mail e abrirem a mensagem é o pontapé inicial desse tipo de campanha.

Para conseguir isso, apenas uma característica é necessária: ter um título atrativo. O assunto deve ser capaz de fazer com que o leitor se interesse pela mensagem e abra o e-mail em vez de direcioná-lo para a lixeira.

Para criar um assunto que se destaque, pense em alguns pontos, como:

  • lembre-se que o objetivo do assunto é persuadir o cliente a ler a mensagem;
  • invista em simplicidade: o título deve ser claro e conciso, se destacando em meio aos diversos e-mails recebidos diariamente;
  • criar senso de urgência pode ser uma ideia interessante;
  • use e abuse de testes com diferentes opções, verificando qual é a mais adequada ao seu público-alvo.

2. Oferta valiosa

Agora que você já aprendeu como fazer o cliente ler o seu e-mail marketing, é preciso fazê-lo se interessar pelas informações disponibilizadas. Para tanto, deve-se realizar uma oferta valiosa, de modo que as pessoas realmente se interessem.

Conhecer o público-alvo é essencial para que você possa oferecer conteúdos interessantes para os seus clientes e, também, para criar autoridade em relação ao assunto. Assim, para transformar o cliente em um lead deve-se buscar por maneiras de conseguir meios de contato.

Uma boa dica é oferecer uma recompensa. Todo mundo se sente bem quando ganha alguma coisa, não é mesmo? Então, o cliente deve fornecer sua conta de e-mail, por exemplo, para ter acesso a uma determinada recompensa. Dentre as opções mais utilizadas temos:

  • ebooks;
  • webinars;
  • infográficos;
  • planilhas;
  • minicursos.

3. Links de conversão

Os links de conversão também devem ser utilizados se você deseja aprender como fazer um e-mail marketing. Eles são conhecidos como Call-to-Action (chamadas para ação, em português).

Seu principal objetivo é redirecionar o leitor para uma landing page ou para o próprio site da sua empresa. Utilizar esse tipo de recurso em um e-mail marketing é essencial para que o leitor saiba o que fazer (como ler um novo conteúdo, baixar um e-book ou entrar em contato para solucionar uma dúvida).

Entretanto, não basta encher o e-mail de links. O ideal é posicioná-los estrategicamente, em lugares diferentes e com títulos diferentes. Além disso, deve-se dar destaque com o uso de cores e contrastes.

Não se esqueça de utilizar essas estratégias quando houver uma promoção de tempo limitado, passando a sensação de urgência para o cliente. O retorno tende a ser bastante positivo.

4. Layout bem realizado

O layout do e-mail é outro item que merece atenção. Obviamente, o conteúdo é essencial para o sucesso dessa estratégia, mas de nada adiantará ter um excelente conteúdo e um layout precário.

Toda a estrutura do e-mail marketing será utilizada para atrair os clientes e construir autoridade sobre o assunto. Dessa forma, é preciso criar um e-mail que tenha uma apresentação capaz de atrair e manter seu público-alvo em contato com a sua marca.

Para isso, é preciso ter total conhecimento das preferências das pessoas, principalmente pelo fato de haver uma linha tênue entre um e-mail perfeito e um e-mail exagerado. Então, é fundamental saber a medida certa, evitando que toda a campanha de e-mail marketing seja considerada um fracasso por causa de abusos no layout.

Recomenda-se, mais uma vez, a realização de testes. Essa será a melhor maneira de verificar a preferência dos contatos da sua lista de e-mails e, assim, escolher o melhor meio para a sua campanha de e-mail marketing.

5. Personalização

Por fim, mas não menos importante, a última dica que destacamos é a necessidade de personalização. As pessoas estão buscando cada vez mais um serviço personalizado, que possa resolver seus problemas e não os problemas dos outros.

Uma forma de mostrar que a sua empresa está buscando ajudá-lo é personalizar as suas ações. Para tanto, chame o cliente pelo nome e se apresente como uma pessoa em vez de uma empresa. Essas ações humanizam a relação, aumentando a sensação de confiança do cliente.

Lembre-se: pessoas se conectam a pessoas, então será mais fácil criar um relacionamento mostrando quem é o responsável por determinada empresa ou site.

Além disso, ao chamá-lo pelo nome, você mostrará que uma de suas preocupações é sanar as dúvidas e questionamentos exclusivos dessa pessoa, deixando claro que suas ações não são genéricas e para todos, mas sim específicas para ele.

Certamente, o número de leads aumentará e, consequentemente, você terá maiores oportunidades para convertê-los em vendas e fidelizá-los, fazendo sua empresa crescer. Vale a pena, não é mesmo?

A realização de testes é de grande valia para a criação de uma campanha eficiente de e-mail, como destacamos algumas vezes ao longo deste artigo. Assim, use e abuse desse recurso, verificando quais práticas dão um melhor retorno e aprendendo efetivamente como fazer um e-mail marketing.

E aí, gostou do nosso artigo? Aprendeu como fazer um e-mail marketing? Ficou interessado e deseja obter mais informações sobre o assunto? Então, assine nossa newsletter e receba todas as nossas atualizações.